Filiado à CUT e CNTE
Buscar

Rede Municipal: 20 DE ABRIL EDUCADORES COBRAM DIREITOS REPRESADOS


20 DE ABRIL

EDUCADORES COBRAM DIREITOS REPRESADOS

 

Mais de noventa e cinco por cento de trabalhadores da rede municipal de ensino de Cuiabá paralisaram as atividades no dia 20 de abril, para cobrar uma série de direitos que estão represados na Secretaria de  Educação. No período da tarde, centenas e centenas de profissionais da educação participaram de um vibrante Ato Público na porta da SME.

Em resposta ao sindicato através de carta aberta, o Secretário de Educação insistiu em evidenciar que os canais de diálogo sempre estiveram e continuam abertos, e que nenhuma audiência deixou de ser concedida. Todavia, tergiversou ao desconsiderar o brado da categoria, uma vez que as inúmeras promessas e compromissos assumidos não foram cumpridos, e as contradições fundamentais continuam firmemente aferradas no chão das nossas unidades educacionais.

    Esqueceu o Secretário que o prefeito Emanuel Pinheiro, na aula inaugural do corrente ano letivo, comprometeram-se publicamente com os trabalhadores da educação de encaminhar o projeto de revisão da Lei Orgânica para a apreciação da Câmara Municipal em, no máximo, 10 (dez) dias, e que o prometido edital do processo seletivo para professores da disciplina de Arte continua emperrado na burocracia da prefeitura. Promessas que já se evaporaram no tempo.

   Portanto, a paralisação é o sinal vermelho emitido pelos trabalhadores da educação aos gestores deste município: paciência tem limite. Os problemas vivenciados pelos educadores nas unidades de ensino e apontados sistematicamente pelo sindicato não podem comprometer o processo de valorização e promoção da educação pública da rede municipal.

Ressaltamos que é compromisso do Sintep Subsede de Cuiabá cobrar, com veemência, e contribuir para a solução dos gargalos apontados pela categoria.

 

João Custodio da Silva

Presidente do Sintep Subsede de Cuiabá